VisionSet

A CIBERSEGURANÇA NA AMÉRICA LATINA EM 2020

Com o início de uma década, é natural que novas ameaças surjam em diferentes âmbitos, em especial nos que estão relacionados à cibersegurança. Afinal, invadir sistemas e máquinas tem se tornado uma das principais formas de apoderar-se de informações, capturar dados e obter lucros, o que faz com que os ataques se tornem cada vez mais frequentes, principalmente para as corporações.

Pensando nisso, um estudo foi realizado pela Kaspersky, a fim de identificar os prognósticos para o ano de 2020 e os locais que necessitariam de uma atenção especial, como é o caso da América Latina. Segundo a pesquisa, a região demandará de novos desafios – mesmo que seus países não tenham, de fato, incidentes de alto nível, quando comparados com os europeus e norte-americanos.

Mas, afinal, quais seriam as previsões de crimes para os próximos meses? Entenda já:

AUMENTO DE ATAQUES A INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS

Recentemente, foi observado em países como Brasil, México e Chile que os cibercriminosos não estão mais satisfeitos em apenas atacar clientes de serviços financeiros. Agora, esses indivíduos procuram vitimar os próprios bancos ou qualquer instituição que ofereça esses tipos de serviços, o que é extremamente preocupante.

Ademais, a previsão é que esses tipos de ataques continuarão na América Latina, sendo realizados por grupos locais e internacionais, como Lazarus e Silence. Inclusive, espera-se que essas organizações aumentem sua presença na região.

ATAQUES ÀS CADEIAS DE SUPRIMENTOS

As empresas latino-americanas dedicadas à produção de massive softwares podem se tornar alvos desse tipo de ataque. Isso porque o nível de maturidade em segurança cibernética dessas companhias é bastante baixo – o que para os cibercriminosos representaria um ataque de alto impacto com um investimento mínimo, sendo muito lucrativo.

RESSURGIMENTO DO RANSOMWARE E DE ATAQUES DIRECIONADOS

Para os próximos meses é esperado que, ao invés de exigir dinheiro para descriptografar as informações, haja um aumento nas campanhas de extorsão, onde a vítima será forçada a pagar um resgate para que suas informações não sejam vazadas para o domínio público.

Isso será problemático especialmente para hospitais, escritórios de advocacia e contadores, assim como para todos os tipos de entidades que lidam com informações de terceiros. Além disso, os cibercriminosos também poderão escolher como vítimas as organizações que possuem o interesse da mídia ou que terão a reputação afetada de alguma maneira.

ROUBO DE CREDENCIAIS RELACIONADAS A SITES DE ENTRETENIMENTO

Com a crescente popularidade dos serviços de streaming – como a Netflix, Spotify, Steam, Disney +, HBO Max, Globoplay, dentre outros – fica claro que esse tipo de crime aumentará e que, consequentemente, estas empresas ficarão vulneráveis. Isso porque as credenciais para logar nestas plataformas são vendidas em mercados ilegais e acabam se tornando um ativo de troca entre criminosos cibernéticos.

AUMENTO DE ATAQUES DE CHANTAGEM RELACIONADAS À LGPD

O Brasil está se preparando para adotar uma nova legislação que penaliza incidentes de vazamento de dados. Assim, com a LGPD, duras sanções podem ser aplicadas a empresas que deixam expostos os dados pessoais de seus clientes e, claro, os cibercriminosos podem se beneficiar deste fato.

Isso porque ao invadirem uma infraestrutura corporativa e, consequentemente, roubarem os dados, esses bandidos virtuais podem lançar ataques para chantagear as empresas, que terão que escolher entre pagar a multa imposta por Lei ou pagar ao criminoso para não comprometer as informações – o que, de uma forma ou outra, causará perdas diretas para organização.

CONTE CONOSCO

Se você não quer ser alvo de um dos prognósticos acima, consulte imediatamente a nossa equipe. A VisionSet está aqui para apoiar empresas de diferentes segmentos a entenderem e se prepararem para os desafios de segurança que enfrentarão pelos próximos meses. Com isso, garantimos a proteção de seus dados. Conte conosco e venha conhecer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *