VisionSet

ATAQUES CONTRA BANCOS AUMENTAM NA QUARENTENA

Os impactos do COVID-19 têm influenciado na política, economia, no social e, principalmente, na saúde. No entanto, além de todos os problemas causados nesses âmbitos, outro item vem sendo destacado de maneira negativa: o aumento dos ataques cibernéticos aos bancos.

Mas, afinal, por que isso tem ocorrido e que tipos de ações estão sendo realizadas pelos hackers? Entenda agora e comece já a se proteger com a ajuda da VisionSet:

Quem foi afetado

Já que o isolamento tem obrigado as pessoas a permanecerem em casa, é comum que muitas delas estejam optando pelo uso de ferramentas digitais, como aplicativos e o site de suas instituições bancárias.

Observando esta transformação no comportamento social, os criminosos virtuais acompanharam a tendência e perceberam, ali, uma oportunidade. Não é à toa que, de acordo com o site Valor Investe, houve um crescimento de 45% nestas ações, seja com ataques aos próprios bancos ou aos seus clientes, especificamente.

Para se ter uma ideia, o Banco do Brasil quintuplicou os reportes sobre ações de phishing contra sua instituição e precisou reforçar sua segurança online em 30% para conseguir atender a demanda crescente.

Ademais, o alarde por trás destas empreitadas tem sido tão grandioso que as organizações começaram a investir em mensagens educativas para seus clientes, além de aumentar suas equipes de segurança online e também as de suporte.

Tipos de ataques

Um dos ataques mais comuns tem sido o que os criminosos enviam códigos para os clientes em nome do banco. Assim, a partir do momento que eles clicam, seus dispositivos são infectados com malwares, o que possibilita que os indivíduos possam copiar todos os seus dados, realizar transações, ler aplicativos criptografados, dentre outras infinitas possibilidades.

Além dele, outro golpe recorrente tem sido o de phishing, que é uma isca para o cliente ser redirecionado para uma página falsa. Dessa forma, ao colocar seus dados de login, as informações são roubadas e utilizadas para outros meios, contrários aos originais.

Vale, inclusive, ficar atento a estes ataques e a possíveis contatos realizados pelas instituições. Durante a crise do COVID-19, muitos clientes têm recebido mensagens relacionadas à pandemia e apelam totalmente para o emocional do cliente, tentando a todo custo sensibilizá-los – seja falando sobre doações, campanhas de arrecadação de álcool em gel, máscaras e outras similares.

Proteja-se com a gente

As instituições financeiras e bancárias estão cada vez mais preocupadas com sua cibersegurança, especialmente porque, para resolver problemas assim, há uma demanda de tempo, estresse e dinheiro que pode afundar a organização, tanto monetariamente quanto em sua credibilidade diante do público.

Tendo isso em vista, é de extrema importância ter uma empresa em quem confiar em momentos assim, de forma que os tomadores de decisões possam ter a tranquilidade de que seus bancos não serão vítimas de um novo ataque ou ação criminosa.

Proteger os dispositivos responsáveis pelo armazenamento e processamento dos dados é fundamental para manter a segurança da informação na empresa. Além disso, é importante lembrar que essa ação abrange muitos aspectos: tecnológicos, jurídicos, físicos, virtuais e humanos.

Deseja descobrir como proteger seu negócio? Quer apresentação técnica? Entre contato com nosso time e saiba como a VisionSet pode te ajudar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *